Agenda

Caixa Cultural Salvador apresenta o Espetáculo Eu Amarelo: Carolina Maria de Jesus

Em uma estreia aguardada, a CAIXA Cultural traz para Salvador a peça Eu Amarelo: Carolina Maria de Jesus. Sob direção de Isaac Bernat, o espetáculo terá sua primeira apresentação no dia 22 de março e seguirá nos dias 23, 24, 29, 30 e 31 de março e nos dias 5, 6 e 7 de abril. A peça é baseada na obra Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada, best seller da maior escritora negra do país no século XX. O projeto conta com patrocínio da CAIXA e do Governo Federal.

 

Eu Amarelo: Carolina Maria de Jesus mergulha na vida da renomada escritora negra Carolina Maria de Jesus, ex-catadora de papel que se transformou na maior escritora negra do Brasil no século XX. Baseada no livro Quarto de Despejo, traduzido em 13 idiomas para 80 países, a peça evidencia as inquietudes sociais e as experiências emocionais de quem vive na escassez. Também aponta a trajetória ímpar da escritora, que deixou mais de 4.500 páginas em seus manuscritos.

 

Assinado pelo dramaturgo Elissandro de Aquino, o espetáculo apresenta fragmentos do amplo legado de Carolina Maria de Jesus por meio de suas obras, como Diário de Bitita e Casa de Alvenaria, além de pesquisa biográfica e provérbios. A história abrange três momentos cruciais na vida da escritora: sua estadia na favela, que resultou nos diários; a ascensão literária, que a tornou um fenômeno editorial de vendas; e, por último, o seu esquecimento total. Quarenta anos após a sua morte, o Brasil volta a olhar para a obra de Carolina, que profetizara: “ninguém vai apagar as palavras que eu escrevi”.

 

A atriz e produtora cultural Cyda Moreno é quem assume a responsabilidade de trazer vida à personagem de Carolina, além das inesquecíveis Luiza Mahin, uma ex escravizada de origem africana, radicada no Brasil, que teria tomado parte na articulação dos levantes de escravos que sacudiram a Província da Bahia nas primeiras décadas do século XIX e Nina Simone, pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis dos negros norte-americanos.

 

Para Cyda, a escritora conseguiu extrair a poesia das inúmeras dificuldades e do seu talento único. “Carolina extraiu poesia e lirismo para fazer ressoar as misérias do povo da favela. Sua literatura repleta de erros de grafia é peculiar, recheada de palavras rebuscadas e profundas que refletem as inúmeras fomes do nosso povo por espaço, dignidade, reconhecimento, oportunidades e respeito à nossa identidade. O Brasil precisa conhecer a força de Carolina e a sua realeza”, ressalta Cyda Moreno.

 

Nos dias 22 e 23 de março, após as sessões do espetáculo, o público terá a oportunidade de participar de bate-papos. No primeiro dia, 22/03, a conversa contará com a presença de Cyda Moreno, Isaac Bernat e Elissandro Aquino. Já no dia 23/03, os participantes serão Vanda Machado e Isaac Bernat. Além disso, o diretor Isaac Bernat ministrará uma oficina presencial e gratuita, nos dias 23 e 24/03, das 9h às 13h, intitulada Olhar do griot e o ofício do ator. A sessão do dia 29/03 contará com acessibilidade em libras.

 

Serviço:

 

[Artes Cênicas] Espetáculo Eu amarelo: Carolina Maria de Jesus

Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57 – Centro

Datas: 22, 23, 24, 29, 30 e 31 de março e 5, 6 e 7 de abril de 2024

Horários: sexta, sábado e domingo às 20h

Classificação indicativa: livre

Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia para clientes CAIXA e nos casos previstos por lei). O início das vendas obedece a calendário semanal (às 12h das terças-feiras que antecedem os espetáculos de cada semana): 19/03 (para as sessões de 22 a 24/03); 26/03 (para as sessões de 29 a 31/03); e 2/4 (para as últimas sessões).

Informações: (71) 3421-4200 / Site da CAIXA Cultural / @CAIXACulturalSalvador

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também...

Fechar
Fechar