Acarajé com Champagne

NOB recebe certificação internacional de qualidade da Sociedade Americana de Oncologia Clínica

O NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia) – Grupo Oncoclínicas conquistou a certificação QOPI® (Quality Oncology Practice Initiative) com 100% de aprovação nos seus processos, ou seja, pontuação máxima. A certificação internacional faz parte de um programa de qualidade da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) – principal sociedade médica da área – que reconhece as melhores práticas internacionais onco-hematológicas para garantir um atendimento de excelência aos pacientes. “Quando uma instituição como a ASCO, que representa o que há de mais atual e seguro na oncologia mundial, valida nossos processos e práticas de atendimento com 100% de aprovação, temos a certeza que estamos oferendo o melhor aos nossos pacientes, no que diz respeito às abordagens terapêuticas, equipe altamente qualificada, acolhimento, segurança e a eficácia dos tratamentos”, declara a oncologista Clarissa Mathias, do NOB – Oncoclínicas.

A certificação internacional confirma o padrão de atendimento nas áreas médica, assistencial e de gestão, e assegura aos pacientes uma assistência efetiva e global, pois é preciso atender a critérios bem rigorosos que avaliam ambiente seguro; planejamento do tratamento; treinamento e educação dos colaboradores; administração segura de quimioterapia; monitoramento e avaliação do bem-estar do paciente após a quimioterapia (adesão, toxicidade e complicações), entre outros. “Durante a visita de certificação, citaram que a cultura de qualidade e segurança da clínica é tão consistente que foi percebida em todos os processos e em todos os setores auditados, através da forma tranquila e assertiva que os profissionais transmitiam nas suas falas”, afirma o oncologista Erico Strapasson, do NOB.

A certificação foi obtida neste ano, mas a preparação e revisão das práticas começou em junho de 2019, realizada por um grupo multiplicador da clínica que se reunia semanalmente. A QOPI® pode avaliar mais de 150 medidas de qualidade que devem ser comprovadas e receber pontuações individuais, bem como pontuações comparativas agregadas de todas as práticas participantes.

“Estamos completamente alinhados com os critérios de segurança mais exigentes e rígidos e as melhores práticas internacionais e isso nos deixa muito confiantes  e preparados para o árduo desafio de vencer o câncer”, finaliza  Erico Strapasson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar