Agenda

ONG com foco no artesanato brasileiro realiza Leilão Artesol 2021

Criada para apoiar, divulgar e valorizar os artesãos de todo o território nacional, a Artesol realiza, pela segunda vez em plataforma digital, o tradicional Leilão de Arte Popular, evento que ocorre anualmente.

A proposta do evento, que já está em sua 13ª edição, é levantar fundos para fortalecer uma rede de apoio a cerca de 5 mil artesãos através de diferentes projetos sociais em todo o país.

Neste ano de 2021, o Leilão vai acontecer no dia 04 de novembro, às 20 horas, na plataforma leiloesbr.com.br e será comandado pelo leiloeiro Beto Gouvêa. Entre os artesãos e artistas que terão peças leiloadas estão o Veio, Marinaldo Silva dos Santos, João das Alagoas, Jasson, Domingos Tótora, Valmir da Ilha do Ferro, Augusto Ribeiro e José da Silva Resendio.

Fundada pela antropóloga Ruth Cardoso, a Artesol já atua há 23 anos com projetos que tem como foco promover a inclusão social dos artesãos em territórios com poucas oportunidades de trabalho e renda. As iniciativas também são focadas na valorização cultural do artesanato enquanto patrimônio cultural do país. Além disso, a ong criou a maior plataforma de artesanato do mundo (Artesol.org.br), onde você pode encontrar histórias, contatos e fotos da produção dos artesãos tradicionais brasileiros.

Sonia Quintella, presidente da Artesol, afirma que, nesse momento, o suporte aos coletivos de artesãos é ainda mais importante por conta da crise do COVID-19. Para muitos deles, a vulnerabilidade financeira cresceu significativamente durante a pandemia. Um levantamento do Itaú Cultural feito a partir de dados do IBGE mostra o artesanato como o segundo setor da economia criativa mais afetado pela crise da COVID-19. De acordo com o estudo, as atividades artesanais perderam 49,6% de seus postos de trabalho.

Com o sucesso da primeira experiência digital no ano passado, a Artesol aposta na segunda edição do evento neste formato para manter a segurança e saúde dos participantes. “A primeira edição online nos mostrou que é possível manter a organização ativa e dando suporte a milhares de artesãos em todo o território nacional a partir da generosidade de tantas pessoas que prestigiaram o evento. Nesse formato, também conseguimos atingir mais participantes de todos os estados que agora têm a oportunidade de acompanhar nosso leilão de forma remota”, explica a presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também...

Fechar
Fechar