Agenda

Espetáculo ‘A Luta’, estrelado por Amaury Lorenzo, tem apresentações adiadas em Salvador

Sessões ocorrerão dias 27 e 28 de julho no Teatro Jorge Amado

As apresentações do prestigiado espetáculo “A Luta”, estrelado pelo ator Amaury Lorenzo, indicado ao Prêmio Cesgranrio de Teatro na categoria de melhor ator, originalmente agendadas para os dias 13 e 14 de abril de 2024, no Teatro Jorge Amado, em Salvador, foram adiadas para os dias 27 e 28 de julho de 2024.

Todos os ingressos previamente adquiridos permanecem válidos, conforme a seguinte reprogramação:

– Ingressos para o dia 13 de abril (sábado) serão válidos para o dia 27 de julho (sábado).

– Ingressos para o dia 14 de abril (domingo) serão válidos para o dia 28 de julho (domingo).

Aqueles que não puderem comparecer à nova data poderão solicitar o reembolso. Para os ingressos adquiridos por vias digitais (site ou aplicativo), o cliente deverá entrar em contato com a Sympla, através da central de atendimento do site, informando que deseja cancelar a compra. Para os ingressos adquiridos presencialmente na bilheteria do Teatro Castro Alves ou tótem, o titular da compra deverá comparecer ao local, portando o ingresso e documento de identificação.

Com direção de Rosie Abdallah e dramaturgia de Ivan Jaf, A Luta é um monólogo teatral baseado na terceira parte do livro Os sertões, de Euclides da Cunha (1866-1909), que transforma o ator em um rapsodo que conta, em uma longa prosa épica, as batalhas ocorridas em Canudos, em 1896, entre os homens e mulheres chefiados por Antônio Conselheiro e as forças militares da República, recém-proclamada no Brasil (1889).

Da mesma maneira que os rapsodos cantavam a Ilíada e a Odisseia de Homero, mantendo essas longas epopeias vivas pela fala e a memória, antes de poderem ser escritas, pode-se imaginar a Guerra de Canudos, segundo a visão de Euclides da Cunha, sendo narrada por um “contador de História” diante de uma plateia. Um só ator, usando a fala e o corpo, conta as sucessivas investidas do exército brasileiro contra o arraial e a reação de seus habitantes.

Nessa terceira e última parte de Os Sertões Euclides criou uma simbologia poderosa, abandonando a linguagem acadêmica para traduzir jornalisticamente uma guerra de ideias: a luta entre as forças republicanas, que traziam a modernidade, contra o obscurantismo religioso, que alicerçava a monarquia; os brasileiros do litoral contra os do interior; as elites contra o povo; a fé contra a razão… para concluirmos que os dois lados acabaram se unindo pela intolerância e a violência.

SERVIÇO
Espetáculo A LUTA
Quando: 27 e 28 de julho (sábado e domingo)
Horário: Sábado, às 20h e Domingo, às 19h
Local: Teatro Jorge Amado
Valor: R$120 (inteira) e R$60 (meia)
Vendas: Sympla e Bilheteria do Teatro
Produção Local: Carambola Produções
Realização: Abdallah Produções, Bambu Produções e Diga Sim Produções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também...

Fechar
Fechar