Beleza pura

Sleep dress e outwear looks são tendência da vez

A mistura o uso de lingeries e pijamas à alta costura e tem movimentado os bastidores da moda com looks criativos, elegantes e sofisticados

O estilo Outwear vem ganhando cada vez mais adeptos ao redor do mundo com o uso de lingeries à mostra e sleep dresses, mostrando que a composição é uma declaração de estilo, sensualidade e bem-estar. O sleep dress, ou vestido de dormir, é uma peça que une o conforto das roupas de casa com a elegância das vestimentas de alta moda. A tendência versátil e adaptável para diversas ocasiões, desde um dia casual até eventos mais formais, tem como chave combinar as peças com acessórios e calçados para criar looks únicos e estilosos.

A influenciadora de moda Elisa Zarzur é conhecida por seu olhar apurado para tendências e sua habilidade em transformar o simples em sofisticado, se destacando como uma referência deste estilo.

Quando perguntada sobre dicas de como implementar os looks no dia-a-dia, Elisa conta: “uma peça de seda sempre será chic, assim como o uso de peças confortáveis e sexys sempre será uma confirmação de presença e estilo. Acredite no potencial de peças de qualidade, independente se foram feitas para dormir ou para festas de luxo e as estilize de acordo com sua personalidade e criatividade”.

Originalmente concebidos para serem usados como roupa de dormir ou underwear, as peças feitas de tecidos leves e fluidos como seda, cetim e algodão, proporcionam um caimento suave e confortável. Elisa não adota o sleep dress apenas em seu dia a dia, mas também promove marcas e designers que apostam nessa tendência, colaborando para que o estilo ganhe ainda mais visibilidade.

“Acredito que a moda acompanha a sociedade. Me lembro de, durante a pandemia, usar pijamas bonitos para as reuniões online ou mesmo para me sentir bonita e confortável ao longo do dia. Com o passar do tempo, pude adaptar esse costume para as festas que vem acontecendo e considero esse movimento chic, libertador, confortável e elegante ao mesmo tempo”, confessa Elisa.

Veja também...

Fechar
Fechar