Cultura.

Maestro Luciano Calazans inicia turnê em comemoração aos seus 50 anos

A turnê “Luciano Calazans 50 anos” vai passar no mês de julho por Fortaleza, Salvador, Praia do Forte e Conceição do Coité, com ações de inclusão social, solidariedade e preservação ambiental

Com 50 anos completados em janeiro, o Maestro Luciano Calazans dá inicio a turnê que marca a sua carreira, celebrando a deusa música e unindo projetos que vão acompanhar o multi-instrumentista nas quatro apresentações em lugares que marcaram sua trajetória. Com 37 anos de carreira, autodidata, músico premiado, com mais de 700 gravações, uma carreira consolidada acompanhando grandes artistas da música brasileira, Luciano Calazans é o dono de um talento sublime e escolheu celebrar meio século de vida com música e solidariedade.

As comemorações começaram no sábado, 06 de julho, e a cidade de Conceição do Coité foi a primeira a receber o maestro, que  realizou uma masterclass sobre relatos e histórias em 37 anos de experiência profissional, passando pela história do contrabaixo elétrico e sua importância na música.. Foi lá no Sisal baiano, que o maestro em 2017, tornou-se patrono da Orquestra Santo Antônio, assinando diversas obras que compõem o EP da orquestra.

Nos dias 11 e 12 de julho, a turnê chega pela primeira vez em Praia do Forte, o show será apresentado no Projeto Tamar, local onde o maestro foi diretor musical por mais de 10 anos. Ele volta ao Tamar no dia 11 (quinta-feira), ministrando a masterclass com entrada gratuita e na sexta-feira (12), às 20h, apresenta o projeto, cuja a entrada são duas latas de leite em pó, em prol ao Hospital Martagão Gesteira.

No dia 20 de julho, o projeto “Luciano Calazans 50 anos” chega em Fortaleza, no Teatro Centro Cultural Banco do Nordeste, apresentando a masterclass, às 10h30, na Galeria Letícia Parente e às 20h, ele sobe no palco principal do teatro para a apresentação do show em celebração aos seus 50 anos, com a participação da renomada Orquestra Eliazar de Carvalho, a entrada são duas latas de leite em pó em prol ao Hospital Albert Sabin, no Ceará.

Salvador recebe o projeto em duas datas, no dia 31 de julho, às 20h, Luciano se apresenta na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, acompanhado de seu Bando do Maestro, formado por bateria, guitarra e 3 sopros. E no dia 19 de agosto, às 11h, o maestro entrega os alimentos doados durante a turnê, Luciano apresenta o show para os pacientes da instituição, com a participação do Coral Vozes da Vida, projeto do maestro formado por ex-pacientes do Hospital Martagão Gesteira.

“Essa turnê, sem entrar em seu mérito, é, por si, mais um sonho dentro do caldeirão de sonhos de uma vida, a ser realizado. Quando digo isso, digo como uma reflexão do que fui, do que sou e do que, eternamente, almejarei ser: um ser humano melhor. Penso que, após termos saído incólumes do verdadeiro flagelo que foi a pandemia, se pensarmos bem, todos os dias são de celebração. Todos os dias são “aniversários” a serem vividos em sua plenitude.”, celebra Luciano.

De acordo com o maestro, o repertório das apresentações terá só músicas autorais. “Farei um passeio por todas as composições que já escrevi e algumas inéditas. Resgatarei um samba em parceria com o saudoso Saul Barbosa que ficou sem título e o batizei de “Samba meu e de Saul”, farei composições do meu álbum Contrabaixo Astral, algumas revisitadas. Espero que tudo isso não pare nunca’, explica.

Acessibilidade, inclusão e solidariedade: Todas as apresentações serão gratuitas, onde será pedido apenas a entrega duas latas de leite em pó para ajudar os hospitais locais, porém, para garantir a lotação e o conforto de todos, os ingressos podem ser reservados previamente na plataforma Sympla e a entrega das doações na hora; Pessoas com transtorno do espectro autista terão entrada liberada independente das doações, as ações presenciais terão tradutores de libras e acessibilidade completa para portadores de deficiência. Todo o projeto ainda prevê ações de preservação ambiental e sustentabilidade, de forma que todo material gráfico é de papel reciclado, há coleta seletiva de lixo e as mídias exteriores escolhidas são em formato eletrônico.

Luciano Calazans – 50 anos é um projeto apresentado pelo Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Banco do Nordeste. Patrocínio: Banco do Nordeste. Apoio: Projeto Tamar, Pousada e Restaurante Casa de Praia, Instituto Cultural Alto da Colina, ORCEC, AMOEC, Taverna Paradiso, Salão Miau, Sala do Coro Teatro Castro Alves, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Eletromídia, Band Bahia e Band News Fm. Realização: Maestro Azul Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal, União e Reconstrução.

Veja também...

Fechar
Fechar