Agenda

Espetáculo visual “O Rabo e A Porca” estreia dia 3 de agosto em Salvador

A avalanche de informação textual e verbal disponível diariamente nas inúmeras telas midiáticas do cotidiano vai encontrar uma trégua no espetáculo O Rabo e a Porca, que faz temporada entre 3 e 13 de agosto (quinta-feira a domingo) no Teatro Gregório de Mattos. Sem palavras fáceis ou ideias mastigadas, a montagem remexe percepções, reflexões, causas, crenças e questões do humano sem nenhuma conclusão dada de graça. No palco, as atrizes baianas Aicha Marques e Manu Santiago contam uma história cheia de detalhes e nuances, com muita visualidade e nenhuma verbalidade. Ingressos à venda: https://www.sympla.com.br/evento/o-rabo-e-a-porca/2068711

Com elementos cênicos do teatro físico, do teatro visual e do teatro gestual, a montagem tem direção de João Lima e roteiro de Aicha, que dedicou todo o seu vigor, talento e muitas horas de pesquisa e laboratório ao espetáculo para comemorar com ele seus 30 anos de carreira. Ao lado de Manu, ela interpreta uma artista de cabaré decadente que teve uma filha, fruto de uma relação machista, da qual decide se libertar, restando-lhe perambular pela vida sem teto e enlaçada com sua cria, trazendo à cena sutilezas e sofrimentos que nascem das relações marcadas por opressão e dependência emocional.

Atormentada pelo fantasma do pai da filha, a personagem de Aicha suscita reflexões sobre machismo, patriarcado, alienação parental e perda de identidade feminina. Quando a filha vira mulher e consegue trazer de volta a dignidade para a mãe, vem à tona considerações sobre a busca feminina por alternativas para exorcizar seus medos. “A peça percorre um período de 20 anos, que vai do declínio à catarse, da sombra à luz”, comenta Aicha.

A expressão corporal das atrizes junto a elementos como luz, cenário, música, objetos cênicos e adereços compõem um arcabouço comunicativo que prioriza o íntimo de cada espectador para a interpretação da narrativa que se desenrola no palco. “Quando você tira a palavra, que é um dos elementos mais significativos do teatro europeu, tudo passa a contribuir para falar alguma coisa. Isso faz com que a plateia, que está tão acostumada com a palavra em todas as redes sociais, desperte sua atenção num outro campo de ação. Nesse mundo visual e auditivo de hoje, tirar a palavra é uma forma de levar a plateia para uma espécie de calma, tranquilidade e presença, onde só se ouve música e se assiste a uma história”, complementa.

“A gente está trabalhando com teatro visual, com um teatro que comunica de outras formas, com a metáfora, com a sensibilidade, então o que espero é compreensão e reflexão. Se o público entender do começo ao fim, vai ser maravilhoso, mas qualquer que seja a cena que afete, que toque, que vá no íntimo de cada um, já vai cumprir nosso papel de transbordar e comunicar”, comenta Manu Santiago, que tem no teatro físico sua linha de pesquisa numa carreira que já soma 23 anos.

A produção executiva do espetáculo tem assinatura da Multi Planejamento Cultural. O Governo da Bahia apresenta o espetáculo cênico contemplado pelo Edital Setorial de Teatro 2019 e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia.

Oficinas – Como parte da primeira temporada em Salvador, o espetáculo O Rabo e a Porca amplia sua atuação e oferece ao público três oficinas gratuitas, cada uma com 30 vagas, que serão preenchidas mediante inscrição online, no endereço @oraboeaporca. São elas a Oficina de Direção Teatral, que acontece nos dias 14 e 16 de agosto, das 18h às 21h, com João Lima; a Oficina de Técnicas de Composição Cênica, com Aicha Marques, nos dias 15 e 17 de agosto, das 18h às 21h; e a Oficina de Gestão e Produção Cultural, dia 18 de agosto, das 18h às 21h, com as produtoras culturais Ana Paula Vasconcelos e Renata Hasselman.

Novas apresentações – Após a estreia no Teatro Gregório de Mattos, a montagem segue para outra temporada em Salvador na Sala do Coro no mês de setembro. Também estão previstas apresentações em Lauro de Freitas e Feira de Santana. Sem a barreira da língua e tratando de temas universais, está nos planos do elenco levar a peça para outras cidades e países.

SERVIÇO:

O Rabo e a Porca

Datas: 3 a 6 de agosto (quinta-feira a domingo)

           10 a 13 de agosto (quinta-feira a domingo)

Horário: 19h

Local: Teatro Gregório de Mattos – Praça Castro Alves

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)

Classificação: 12 anos

Vendas: Sympla: https://www.sympla.com.br/evento/o-rabo-e-a-porca/2068711

               Bilheteria do Teatro (2h antes da apresentação)

Fechar