AgendaCultura

Carlinhos Brown e Orquestra Ouro Preto se unem em concerto gratuito em São Paulo

O cantor, compositor e percussionista apresenta grandes sucessos de sua carreira ao lado da formação mineira, uma das mais reconhecidas do país, em única apresentação, no dia 26 de maio, domingo, às 13h

Os ritmos afro-brasileiros e a poesia de Carlinhos Brown vão se unir ao som das cordas e à versatilidade e excelência da Orquestra Ouro Preto. A musicalidade de Minas e Bahia se encontram em pleno coração da capital paulista, numa simbiose pulsante entre o sinfônico e o popular. O cantor, compositor, percussionista e multitalentoso artista baiano é o convidado da Orquestra para única apresentação, gratuita, no dia 26 de maio, domingo, às 13h. O concerto tem patrocínio da SulAmérica através da Lei Federal de Incentivo e será realizado na avenida Paulista, em frente ao Shopping Cidade São Paulo.

Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo, diretor artístico e regente titular da Orquestra Ouro Preto, o concerto passeia pela obra de Brown, ressaltando toda sua grandiosidade e exuberância musical. Nessa união singular, cabem o berimbau, a percussão e os metais, que se apresentam em total harmonia com os violinos e violoncelos.

Carlinhos Brown, nascido em 1962 no bairro do Candeal Pequeno em Salvador, Bahia, é um artista ímpar que se destaca como um dos mais criativos e inovadores do cenário musical brasileiro. Brown coleciona sucessos e reconhecimento por sua vasta obra e impacto cultural. Sua sensibilidade e talento para criar letras poéticas e melodias marcantes renderam a ele parcerias com grandes nomes da MPB, como Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Marisa Monte, Nando Reis, Cássia Eller e Herbert Vianna. Suas composições também conquistaram a banda Sepultura, demonstrando a versatilidade e o alcance de sua obra.

O repertório do concerto busca contemplar todas essas várias facetas de Brown, reunindo alguns de seus maiores sucessos, incluindo os hits “Amor I Love You“, “Já Sei Namorar” e “Vilarejo”, gravadas com o grupo Tribalistas, ao lado de Marisa Monte e Arnaldo Antunes. Além dessas canções, outras pérolas do cancioneiro de Brown integram o setlist, entre elas “Maria de Verdade”, “Segue o Seco”, “ECT” e as dançantes “Quixabeira” e “A Namorada”, que ganham novos arranjos assinados por Paulo Malheiros, que também contribuiu com a Orquestra em arranjos para parcerias como Pato Fu, Diogo Nogueira e Anavitória.

O norte para a escolha das canções que integram o concerto, segundo o Maestro Rodrigo Toffolo, partiu da proposta de explicitar o caráter compositor do artista, revelando ao público também pérolas que ficaram famosas na voz de outros artistas e que têm a assinatura de Brown. “O desafio é sempre a brasilidade e, no caso de Carlinhos, a baianidade e os ritmos afro-brasileiros que ele trabalha. Acho um desafio mesclar essas duas áreas, criando um caldeirão multicultural. Todos saem ganhando, e o público terá um espetáculo de alto nível e belíssimo, com a energia lá no alto, como é peculiar na presença de Brown”, garante o maestro.

Criador da orquestra de percussão Timbalada, o cantor e compositor destaca a importância de trabalhar em coletivo e encontrar um ponto harmônico nas canções. “Para mim, clássico é tudo que perdura no inconsciente coletivo, e a Orquestra Ouro Preto se encontra nesse lugar tão tradicional quanto moderna. Para ouvidos atentos, esse show ganhará uma força enorme. O que é escrito para orquestra se eterniza”. profetiza Brown.

Com apoio da Subprefeitura da Sé e da Associação Paulista Viva, a apresentação gratuita do concerto na cidade de São Paulo, capital que reúne pessoas de todo o país, é patrocinada pela SulAmérica, parceira da Orquestra Ouro Preto na missão de democratizar o acesso à música de concerto, concomitante com o processo de valorização da música popular brasileira.

“Melhorar a vida das pessoas é um propósito que a SulAmérica leva para todos os seus projetos. Como incentivadores da cultura, escolhemos a AV. Paulista, no coração de São Paulo, como palco para celebrarmos essa festa da música brasileira, em um show aberto ao público, gratuito, onde todos são bem-vindos”, afirma Simone Cesena, diretora de Marketing da companhia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar