Acarajé com Champagne

Gantois abriga Alvorada dos Ojás

Quando as ruas de Salvador amanhecerem cobertas de tecidos brancos, baianos e turistas saberão que a décima segunda edição da Alvorada dos Ojás aconteceu. Em 2018, adeptos do candomblé promovem a atividade entre os dias 16 e 17 de novembro (sexta-feira e sábado), amarrando árvores sagradas da capital baiana com tecidos sagrados usados nos cultos afro-brasileiros (os ojás). O objetivo é pedir paz, respeito à liberdade religiosa e equilíbrio entre as pessoas. Neste ano, a alvorada lembrará ainda a memória do mestre de capoeira Moa do Katendê, ogã de candomblé vítima de um assassinato.

Promovido há 12 anos pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN), entidade nacional do movimento negro brasileiro, o evento terá início por volta de 18h. A ação conta com a parceria do Terreiro do Gantois, que abrigará a Alvorada dos Ojás e fará o ritual público de sacralização dos tecidos. O rito, além de ser uma benção coletiva é um pedido de permissão aos orixás para iniciar os trabalhos.

Mãe Carmen, Iyalorixá do Terreiro do Gantois, destaca a participação de líderes religiosos de diversas matizes nessa ação. Para a líder religiosa, defender a paz e a união é a principal virtude do evento. “A mensagem que desejamos transmitir é uma mensagem positiva, dizendo que é possível conviver respeitando a religião do outro, sem proselitismo, sem violência, sem desrespeito. É disso que precisamos no Brasil, para consolidar o caráter laico do nosso Estado”, afirmou.

 

Serviço:
Título: Alvorada dos Ojás
Data: 16/11/18 (Sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Terreiro do Gantois – Rua Mãe Menininha, 23 – Alto do Gantois / Federação/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar