Agenda

Caian faz show de lançamento oficial para “Paixão e outras drogas”

“Paixão e outras drogas”, segundo disco do músico, compositor e cantor baiano Caian teve seu lançamento virtual em janeiro deste ano e já está disponível nas principais plataformas de streaming. Agora, o artista sobe ao palco da Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA), no dia 10 de maio, terça-feira, às 20h, para consagrar o show oficial de lançamento do trabalho. Ao lado dos músicos com quem o gravou, que se dividem entre Salvador e São Paulo e se reencontram pela primeira vez para colocar a música criada em cena, Caian reproduz o clima das 13 faixas deste álbum de rock que se apresenta como o depoimento de uma história de amor verdadeira, acompanhando suas nuanças do início ao fim. Ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Lefer (baixo), Maurício Braga (bateria), Rafael Fraga (percussão e teclado), Thales Mendonça (guitarra, violão, teclado e vozes) e Arthur Romio (guitarra e efeitos) – também responsável pela produção musical – acompanham Caian e sua voz, guitarra, violão e piano. Os cantores Jajá Cardoso, líder da banda Vivendo do Ócio, e Manuela Rodrigues, que fazem participação especial no disco, também estarão presentes no show.

“Faz 10 anos desde a primeira vez em que me apresentei na Sala do Coro do TCA, na temporada de estreia do musical ‘Amor Barato’, em que eu tocava ao vivo vários instrumentos. É uma alegria voltar a este espaço com meu trabalho autoral e contar com uma estrutura de ponta para tocar tudo que gravamos, com direito a piano de cauda”, comemora Caian. “Produzimos um disco com a pandemia pelo meio e este será o momento de celebrar o reencontro com amigos, com essa gente que transformou minhas composições em realidade e com o público”, comenta. O evento integra a programação da “Terça da Música” da Sala do Coro do TCA, que, desde sua reabertura em 2018, estabeleceu este dia da semana para acolher uma agenda musical, composta por meio de convocatória pública.

Em “Paixão e outras drogas”, sensações individuais, porém universais, revelam alegrias e ruínas, liberdades e vícios da paixão, e surgem na voz de um homem negro que reivindica outras narrativas possíveis para seu corpo, sem que jamais ignore o racismo estrutural brasileiro, evidenciado, inclusive, na chamada “guerra às drogas”, tema também marcado em seu título. Caian não adere ao apologismo, mas se posiciona diante da inevitável conexão entre as lutas antirracista e antiproibicionista, em atitude de desmistificação e denúncia do sistemático genocídio da população negra advindo desta realidade. Das 13 faixas, 12 são escritas por ele – duas delas em parcerias – e uma tem assinatura de Jarbas Bittencourt.

“Paixão e outras drogas” foi produzido num processo entrecortado no tempo e no espaço pela pandemia da Covid-19 no Brasil, entre os estúdios Toca do Bandido (Rio de Janeiro/RJ), Papiris (São Paulo/SP) e Toco y Me Voy (Salvador/BA), com gravações realizadas entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020 e pós-produção durante o ano de 2021. O processo de lançamento foi iniciado em mais um mês de dezembro, com a chegada do single e videoclipe “Novo eu”, cantado ao lado de Otto, fechando 2021.

O trabalho gráfico e fotográfico do disco, realizado pela TANTO Criações Compartilhadas (Patricia Almeida, Fábio Steque e Daniel Sabóia), busca representar seu conteúdo, numa exposição em espelho da figura de Caian, personagem autobiográfico do enredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também...

Fechar
Fechar